09:23 - 27 de maio de 2024.

Aos 77 anos, Arnaldo Rocha morre após infarto sofr...

Aos 77 anos, Arnaldo Rocha morre após infarto sofrido em Barra Mansa

 em Vassouras

• Advogado foi velado no plenário Sebastião Lacerda, na Câmara de Vassouras

Um infarto do miocárdio, dez dias após a realização de uma angioplastia, matou o advogado Arnaldo Pereira da Rocha, aos 77 anos, na quinta-feira, dia 30, na Santa Casa de Misericórdia de Barra Mansa. Ex-procurador da Câmara Municipal de Vassouras, Arnaldo Rocha foi velado no plenário Sebastião de Lacerda e sepultado no Cemitério Nossa Senhora da Conceição, no Centro Histórico, na sexta-feira, dia 31. Arnaldo deixa viúva Nazaré Rocha, com quem se casou há 54 anos, quatro filhos, onze netos e uma bisneta.
Natural de Morro Azul do Tinguá, então parte do município de Vassouras, Arnaldo Rocha começou a trabalhar ainda menino no armazém do pai. Mais tarde atuou na Escola Rodolfo Fuchs, a escola-internato criada em Morro Azul na década de 1930. Em 1975, já casado, ingressou na Embrapa. Foi quando a família se mudou para Vassouras. “Ele fez uma carreira vitoriosa na Embrapa, uma empresa tão importante para o país e que ele amou. Foi lá que ele decidiu voltar a estudar e cursar Direito”, afirma a advogada Vívian Rocha, ex-presidente da OAB Vassouras.

Arnaldo Rocha se tornou advogado já na maturidade e fez uma bela carreira na região. Foi procurador jurídico nas câmaras municipais de Vassouras, Mendes e Engenheiro Paulo de Frontin. Um de seus orgulhos foi estar em Brasília na promulgação da Constituição, em 1988, na conclusão do processo de redemocratização do país. Esteve lá como advogado da Embrapa. Outro grande orgulho foi ver a junção de dois de seus grandes amores: a família e o Fluminense Football Club. “Não dá pra deixar de citar que papai era Fluminense doente. E ele ficou muito orgulhoso quando viu nosso irmão, Vítor, jogando pelo seu clube de coração”, lembra Vivian.

Católico, Arnaldo Rocha não deixava de ir um domingo que fosse à missa. Seu corpo foi encomendado pelo padre Geraldo, apesar de o filho, ex-goleiro do Fluminense, ser hoje pastor protestante. Vítor, a esposa, também pastora, e os filhos entoaram uma canção religiosa na saída do corpo de Arnaldo do plenário Sebastião Lacerda, da Câmara de Vassouras em um dos momentos mais emocionantes da cerimônia de adeus ao advogado, que foi marcada por homenagens dos maçons. Arnaldo chegou ao cargo de Venerável da Loja Cultura de Vassouras, atingindo o grau máximo da organização, o grau 33. Presidente da OAB Vassouras, a advogada Rosania Figueira homenageou o colega de profissão em seu perfil em uma rede social. Ela postou uma foto ao lado de Arnaldo durante a celebração do Dia do Advogado, em 11 de agosto. Um dos fundadores da OAB no município, Arnaldo Rocha foi vice-presidente da seccional durante a gestão da filha, entre 2017 e 2019.
A carreira na advocacia não impediu que Arnaldo Rocha seguisse se dedicando a outra de suas paixões: a vida rural. Aos 77 anos, seguia cuidando da propriedade rural da família. Com a pandemia, se reinventou e continuou a exercer o Direito, mesmo participando de audiências virtuais. Teve sempre vida social intensa: foi tesoureiro do Fluminense Futebol Clube, o de Vassouras, por anos, atuou também em um clube social de sua Morro Azul natal. Nos anos 1980 foi colunista na TRIBUNA DO INTERIOR, publicando os causos de Chico Macota, brincando com as memórias da roça. Lecionou por anos Direito e Economia no extinto Colégio de Vassouras. O caixão com Arnaldo Rocha deixou o bonito prédio da Câmara coberto com a bandeira do Fluminense, após uma cerimônia em que parentes e amigos fizeram questão de homenagear e se despedir do advogado que marcou sua passagem por Vassouras e região.

Comentários

Uma resposta

  1. Fiquei muito triste com esta perda insubstituível como ser HUMANO ÍMPAR literalmente pelas mãos PODEROSAS de DEUS PAI FILHO e Espírito Santo…Mas confortante MESMO é ter a certeza de que o Mestre na advocacia GOZA de férias louváveis e indeterminada ????????????????‍⚖️????????????????‍♀️

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também