23:28 - 28 de maio de 2024.

Um evento pra ficar na história do Vale do Café

Um evento pra ficar na história do Vale do Café

 em Cultura

• Feira da Cachaça de Vassouras é referência como maior evento do setor no Brasil em 2021

O último fim de semana de novembro vai ficar marcado na história vassourense pela realização do maior evento do setor de cachaça no Brasil em 2021. A IV Feira da Cachaça de Vassouras e o I Encontro Nacional de Colecionadores de Cachaça e Apreciadores movimentou a cidade, trouxe para o Vale do Café produtores, apreciadores e colecionadores de diversos estados brasileiros.
O evento, que ocorreu nos dias 26, 27 e 28 de novembro  o Centro de Convenções General Sombra – um dos maiores da América Latina – abrigou 46 estandes com mais de 70 marcas diferentes de cachaça. Uma intensa programação artística e didática foi apresentada com shows de grandes artistas como o cantor Frank Aguiar, grande presença de grupos de cultura popular da cidade como o Jongo, Calango, Folias de Reis, Capoeira, Caninha Verde e declamação de cordel por Jussara Almeida, e ainda palestras, oficinas, bate papo e degustação. Foi de fato um evento pra ficar marcado na memória de quem participou. E não foi só turistas e visitantes que estiveram na festa. A população prestigiou a Feira em diversos momentos participando das atrações e experimentando a grande diversidade de cachaças presentes. Depois de três edições
e uma interrupção por conta da pandemia da covid-19, a Feira da Cachaça de Vassouras voltou com força total em 2021, com grande presença das instituições e dos maiores nomes do universo da Cachaça no país. A Feira da Cachaça de Vassouras e o 1º Encontro Nacional de Colecionadores de Cachaça e Apreciadores foram uma realização da Prefeitura Municipal de Vassouras por meio da Secretaria de Cultura e contou com o apoio do Governo do Estado do  RJ, da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do  Estado do Rio de Janeiro, da Secretaria de Estado de  Desenvolvimento Econômico, Energia e Relações Internacionais do RJ, do Sebrae, da Universidade de  Vassouras, 

do Instituto Brasileiro da Cachaça (IBRAC), da Confraria do Copo Furado, da Confraria da Lapada, do Vale do Café Convention & Visitors Bureau, dos Devotos da Cachaça, da Cúpula da Cachaça e da iniciativa privada por meio do Bliss Hotel, do Hotel Santa Amália e da Pousada Vila Hibisco. O evento contou com a curadoria de Cláudio Martuchelli, um dos grandes colecionadores de cachaça do Estado do Rio de Janeiro. A repercussão do evento foi muito boa tanto pela organização na produção quanto pela movimentação que trouxe à cidade. Idealizador da Feira da Cachaça, o subsecretário de Cultura José Luiz Júnior, que produziu o evento por três anos na antiga estação ferroviária de Vassouras, se mostrou bastante satisfeito com o resultado alcançado e com a proporção que o evento tomou. “Essa edição do evento nos deu uma nova base de lançamento. A ideia é que a partir desse ponto possamos crescer muito mais e alcançar resultados ainda melhores. Mas estamos satisfeitos com o trabalho realizado. A semente que lançamos lá atrás germinou e se tornou uma árvore que está fincando raízes sólidas. Já estamos pensando na edição do próximo ano”, afirmou José Luiz Júnior. O subsecretário aproveitou a presença do Secretário de Estado de Turismo Gustavo Tutuca para solicitar que o evento seja incluído no calendário oficial de eventos do Estado do Rio de Janeiro. A Secretária de Cultura Angela Maria ressaltou o trabalho realizado em equipe e o que pode vir dele. “nossa equipe se empenhou, se manteve unida e enfrentou esses três dias de desafio com grande responsabilidade. Os resultados positivos só reforçam a importância de se trabalhar em equipe”, falou Angela. O Prefeito Severino e a vice Rosi se empenharam muito para a realização do evento. Os dois estiveram no Centro de Convenções nos três dias da feira e exaltaram o trabalho integrado das secretarias da prefeitura na realização do evento, bem como a parceria com as instituições e colecionadores. Uma figura foi fundamental para a realização do evento. O colecionador Cláudio Martuchelli, curador do evento, foi o grande responsável pela articulação com os colecionadores, apreciadores e produtores de cachaça de diversas partes do Brasil. “No início muita gente não acreditou em nós e até há bem pouco tempo algumas pessoas ainda desconfiavam. Mas conseguimos a proeza de realizar o maior evento de cachaça do país em 2021 e em 2022 faremos uma festa ainda maior, podem aguardar”, afirmou Martuchelli.

Comentários

5 respostas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também