13:27 - 24 de maio de 2024.

Univassouras organiza lançamento de obra que celeb...

Univassouras organiza lançamento de obra que celebra os 50 anos do título do Flu em 1973: lançamento acontece na Cia do Livro, em Vassouras, no dia da estreia na Libertadores

 em Cultura
Às vésperas do segundo jogo da decisão do Campeonato Carioca, quando o Fluminense volta a enfrentar o Flamengo desta vez buscando o bicampeonato, e no dia da estreia do clube na Libertadores da América, a Cia do Livro Vassouras recebe na quarta-feira, dia 5 de abril, o lançamento de Carioca de 1973 – Uma Glória Tricolor Semeada em Solo Negro Africano. A obra é o terceiro livro do professor de História e Geografia Eduardo Coelho a respeito das glórias do Tricolor.
 
Carioca da Tijuca, Eduardo Coelho é Tricolor desde o berço. “Eu já nasci tricolor e campeão carioca, em 1964”. Entre 1979 e 1982 integrou a Torcida Tijunense. Ambientalista, o professor tem curso de Pós-Graduação em Direito Político pelo Instituto Bennett e Gestão Ambiental de Bacias Hidrográficas pela COPPE/UFRJ. Em 2009, criou o Blog Cidadão Fluminense (cidadaofluminense. blogspot.com), onde analisa a política e os Univassouras organiza lançamento de obra que celebra os 50 anos do título do Flu em 1973 • Lançamento acontece na Cia do Livro, em Vassouras, no dia da estreia na Libertadores Eduardo Coelho em Laranjeiras: Tricolor desde o berço bastidores das Laranjeiras. Concluiu o curso de MBA em Gestão e Marketing Esportivo pela Trevisan Escola de Negócios, onde desenvolveu o trabalho “ Potencialidades Turísticas do Estádio das Laranjeiras”, sede do Fluminense e berço do primeiro título da seleção brasileira de futebol, o Campeonato Sul Americano de 1919.
 
O lançamento tem apoio da Universidade de Vassouras, patrocinadora oficial do Fluminense Football Club, e acontece às 18 horas na Cia do Livro, no Centro de Vassouras, com a presença do autor. Antes, Eduardo lançou Carioca 1971 – A verdadeira história da vitória do Fluminense sobre a Selefogo alvinegra e 1952, Fluminense Campeão do Mundo.
 
Para o jornalista João Henrique Barbosa, a ideia do lançamento é apoiar trabalhos literários como o de Eduardo Coelho. “O dito país do futebol nem sempre dá a relevância necessária a obras que versam sobre a paixão nacional. E é sempre muito mais que futebol. Apoiar o resgate desta memória deve ser uma preocupação acadêmica. Com a parceria com o Fluminense e a obra do Eduardo Coelho sendo lançada justamente nos 50 anos de um título que sempre ouvi nas histórias de papai, fazer este lançamento em Vassouras foi quase obrigatório”.
 

Comentários

2 respostas

  1. Parabéns. Em 1964, com dez anos de idade assisti as duas partidas finais contra o Bangu – 1×0 e 3×1. Não parei mais. O nosso primeiro Brasileiro. Vi a “Máquina” dando espetáculo. O timaço com o Casal 20, Romerito e tantos outros craques do tri campeonato, o outro Brasileiro. Depois vieram Fred, Conca, os Tiagos Silva e Neves, outros Brasileiros. PARABÉNS!

  2. O trabalho do historiador Eduardo Coelho é de grande relevância. Ele não nos conta a história de sua infância, e da sua paixão pelo Fluminense, mas faz um levantamento histórico com seriedade e profundidade.
    Fica a dica da leitura para os torcedores do Fluminense e para todos os amantes do futebol.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também