23:58 - 28 de maio de 2024.

Combustível Sem Imposto: um grito popular contra a...

Combustível Sem Imposto: um grito popular contra a tributação excessiva nos combustíveis, privilégios e interferências do Estado

 em Brasil

CSI ganha força ao desafiar políticos e empresas pela PEC que busca eliminação dos impostos sobre combustíveis

Surge o Combustível Sem Imposto, um movimento popular apartidário que busca mudar a realidade dos brasileiros com protestos pacíficos. O protesto acontece de forma incomum: são aplicados adesivos em veículos de forma gratuita, sem financiamento de grandes empresas ou políticos.

“Estatisticamente o CSI não deveria existir, pois estamos buscando alcançar um objetivo que em mais de 500 anos de história de Brasil nunca ninguém sequer tentou.”, disse Alexandre Nascimento, idealizador do projeto.

No final de dezembro, o Centro Logístico na Washington Luiz, em Duque de Caxias – RJ, testemunhou um protesto, marcado pela aplicação de adesivos em caminhões de uma empresa de transporte de consumo. Essa foi mais uma ação bem sucedida promovida por Alexandre, com o apoio e presença de populares.

Sobre a PEC do Combustível Sem Imposto

Nascimento acredita que a mudança deve vir pela Lei, fazendo melhorias voltadas à população por meio da Constituição. Assim, em 2021, nasceu a PEC com o nome do movimento, e que agora precisa de aprovação.

 

Cidadãos comuns unem-se contra impostos

O Movimento Combustível Sem Imposto surge como uma iniciativa apartidária e independente, composta por cidadãos comuns e trabalhadores. Dentro do projeto, propõem-se cortes em ‘ajudas’ de custo e privilégios de políticos e empresas que se beneficiam de verbas públicas, e assim possibilitar a eliminação dos impostos sobre combustíveis.

“Aquilo que em 2002 foi uma iniciativa destinada a reparar danos impostos durante 21 anos a cidadãos brasileiros transformou-se numa catedral de voracidade, privilégios e malandragens. O Bolsa Ditadura já custou R$ 2,5 bilhões à contabilidade da Viúva.”, Elio Gaspari, em artigo de 2009, publicado nos jornais Folha de S. Paulo e O Globo.

Na chamada Bolsa Ditadura, de acordo com a IstoÉ, foram favorecidos antes de 2013 com pensão de R$ 10,7 mil a ex-presidente cassada Dilma Rousseff; e com indenizações de R$ 66 mil para o ex-ministro dos escândalos do mensalão e petrolão, José Dirceu, de R$ 100 mil para José Genoíno, entre outros políticos.

Hoje, além do salário vigente de R$ 46.366,19, Senadores e Deputados brasileiros contam ainda com “ajuda de custo” para transporte, plano odontológico, auxílio-moradia, entre outros benefícios.

Autofinanciamento e desafios

O CSI reforça seu compromisso apartidário, distanciando-se de qualquer vínculo com partidos políticos, órgãos do governo ou instituições obscuras, nacional ou internacionalmente.

Todas as ações do CSI são autofinanciadas, sem doações externas. O líder do movimento destaca a falta de apoio de empresas, que muitas vezes atrapalham, revelando uma situação, descrita por ele, similar à Síndrome de Estocolmo.

“Ao longo de todo o ano de 2023 o CSI recebeu zero reais de doação. E durante seus anos de existência, desde 2018, recebeu bem menos do que 0,1% do total que foi investido pelo seu único investidor, que é o próprio líder do movimento.”, costa no site do protesto.

CSI em busca da redução de gastos públicos e impostos

O CSI busca uma mudança histórica ao almejar a redução do tamanho do Estado e a eliminação de todos os impostos sobre combustíveis. Diferentemente de muitos movimentos, possuem um Projeto de Emenda à Constituição concreto, aguardando aprovação.

Com a aprovação do projeto, o Congresso receberá uma verba anual de cinco bilhões de reais, ajustada anualmente ao PIB, excluindo os gastos estatais. Essa verba deverá cobrir todas as despesas do Congresso, incluindo salários, insumos, e garantirá a venda direta de combustíveis do produtor ao consumidor.

O Movimento Combustível Sem Imposto ganha força, representando a voz de cidadãos comprometidos com mudanças significativas no cenário político e econômico nacional, além do fim de mordomias daqueles que deveriam representar a população.

 

Por Nicole Cunha | GNEWSUSA

Comentários

2 respostas

  1. É uma enorme satisfação ter conhecido esse homem, e ver a garra e a determinação desse ser humano. Alexandre é um exemplo para todos nós brasileiros. AVANTE CSI.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também