19:34 - 12 de junho de 2024.

Correios superam 15 mil toneladas de doações arrec...

Correios superam 15 mil toneladas de doações arrecadadas para o Rio Grande do Sul

 em Brasil

Desse total, 3,5 mil toneladas já foram entregues à Defesa Civil. Em Porto Alegre, voluntários da própria estatal se empenham no recebimento, triagem e distribuição de donativos

 

Os Correios anunciaram que superaram nesta semana a marca de 15 mil toneladas de doações arrecadadas em todo Brasil. Dessas, 3,5 mil toneladas já foram entregues à Defesa Civil. Água potável, roupas, itens de higiene e limpeza, colchões, ração para pet, são variados os itens recebidos, organizados e enviados gratuitamente pela estatal.

 

“Temos essa vantagem de ter uma rede capilarizada. O Correio é a única empresa pública, assim como SUS, que está em todos os municípios. Isso faz com que a gente tenha uma grande mobilização. Para nós, é motivo de alegria poder ajudar o povo gaúcho nesse momento de consternação”, afirmou o presidente dos Correios, Fabiano Silva dos Santos.

Em Porto Alegre, as operações no Centro de Distribuição (CDD) Vila Jardim, um dos principais pontos de recebimento, triagem e despacho, seguem intensas. Desde que a situação se tornou crítica na capital, a superintendência encerrou o expediente oficial. A partir dali, os funcionários em condições de ajudar passaram a trabalhar como voluntários da empresa.

“A superintendência frisou bem que a gente ficasse, em primeiro lugar, em segurança. Então, nós, que conseguimos chegar aqui, juntamente com outros funcionários, inclusive de outras unidades que tinham sido alagadas, viemos para cá”, relembra Carlos Machado, gerente do CDD. Atualmente, de 50 a 100 voluntários se revezam com ele nas operações de recebimento, triagem e distribuição das doações. O despacho dos donativos conta com apoio de carros dos Correios em um trabalho que envolve grande sinergia com a Defesa Civil.

“A Defesa Civil faz um papel muito importante nessa distribuição. Temos colaboradores nossos, gerentes de logística, dentro da Defesa Civil. Eles conseguem nos demandar conforme as orientações do Alto Comando, seja do Exército, da Defesa Civil ou dos órgãos do Estado. Esses gerentes analisam e avaliam o nosso efetivo, os carros e caminhões e o quantitativo que a gente tem disponível no Centro de Distribuição”, detalha Machado.

EMPENHO – Apesar das longas jornadas dos voluntários, que iniciam os trabalhos cedo pela manhã e só encerram as atividades à noite, todos estão empenhados em ajudar as famílias afetadas. “O sentido de existir os Correios, para a gente, tem o viés social. Para nós, estarmos hoje fazendo desse discurso uma prática é significante. A gente tem funcionários que foram atingidos aqui nessa unidade e que foram atingidos em outras. E eles estão aqui, trabalhando com a gente. Vieram voluntariamente atuar, separar, receber, descarregar caminhões, acreditando que a gente possa reconstruir. Isso tudo faz com que a gente entenda o sentido de ser uma empresa social”, emociona-se Carlos Machado.

500 TONELADAS POR DIA – Nesta terça-feira (21/5), durante coletiva de imprensa, o presidente dos Correios afirmou que a empresa pretende ampliar a rede de apoio para permitir que 500 toneladas de doações por dia possam chegar ao Rio Grande do Sul. O processo de liberação das principais rodovias de acesso ao estado ajuda nessa logística. Ele explicou que os Correios buscaram opções para ampliar a capacidade de armazenamento no estado. “Conseguimos parcerias com empresas para usar estruturas da iniciativa privada para fazer o armazenamento de mercadorias”, explicou Fabiano Santos.

O QUE DOAR – Os Correios estabeleceram uma lista de prioridades de itens a serem doados neste momento:

  • Água e itens de cesta básica (verifique a validade de todos os itens e não doe se estiverem vencidos ou perto do vencimento)
  • Ração para pet
  • Itens de higiene pessoal (escova de dente, creme dental, sabonete, absorventes, papel higiênico e fraldas infantis e geriátricas)
  • Itens de limpeza (secos, como sabão em barra, sacos de lixo, panos de limpeza, luvas, escova de limpeza, esponjas)

Vale ressaltar que os Correios não estão aceitando, temporariamente, doação de vestuário, conforme entendimento com a Defesa Civil.

PARA FACILITAR – Os Correios também dão orientações sobre como entregar as doações de modo a facilitar a triagem e agilizar entregas:

  • Cestas básicas devem ser entregues já fechadas ou com alimentos reunidos em sacos transparentes. O ideal é que os itens de higiene pessoal sejam entregues já reunidos em kits, em sacos transparentes.
  • Separar itens por categorias e colocar em caixas ou sacolas que podem ser fechadas/amarradas.
  • Colocar as coações em caixas ou sacolas com boa vedação, com cuidado para não haver rasgos ou furos.

VOLUNTÁRIOS – Os Correios estão recrutando pessoas para ajudar na triagem de donativos nas cidades de Brasília (SOF Sul); nos municípios de Cajamar e Guarulhos, na Grande São Paulo; e em Curitiba, Cascavel e Londrina, no Paraná. As inscrições podem feitas pelos seguintes e-mails: [email protected] (Brasília) e [email protected] (Paraná) Para São Paulo, as inscrições podem ser feitas por meio do formulário. Todas as inscrições devem conter nome completo e telefone de contato.

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também