12:40 - 24 de maio de 2024.

Símbolo da Pestalozzi, pastor, motorista e grávida...

Símbolo da Pestalozzi, pastor, motorista e grávida de 23 anos: as novas faces vassourenses de uma pandemia que parece estar longe do fim

 em Saúde

Um luto sem fim. A Cidade voltou a registrar mortes de pessoas conhecidas em meio à pandemia do novo coronavírus. Na última semana Vassouras chorou as mortes do símbolo da Pestalozzi, Antônio Cláudio Rocha Barbosa e do pastor Saulo José de Carvalho, ambos de 55 anos. Os dois estavam internados na UTI Covid do Hospital Universitário de Vassouras. Grávida, 23 anos, Tawane Almeida também perdeu a vida para o Covid. Os médicos conseguiram fazer uma cesárea de urgência e o bebê, uma menina, seguia internada na UTI Neonatal do CIS até o fechamento desta edição. Aos 55 anos, entubado desde 3 de março, Antônio Cláudio Rocha Barbosa morreu na terça-feira, dia 23. Carismático, Antônio era muito conhecido e querido na Cidade. Portador da síndrome de Down, Antônio morreu 20 dias depois da mãe, a professora Maria Aparecida Rocha Barbosa, fundadora da Pestalozzi Vassouras exatamente por conta da condição do filho. Antônio era símbolo da entidade, que passa por grave crise econômica.

A Covid também levou Dércio Nora Lima, 66 anos, pintor, cunhado de Antônio. Dércio se sentiu mal e foi internado em 8 de março. Os dois sepultamentos aconteceram no mesmo horário na quarta feira, 24, no Cemitério Nossa Senhora da Conceição, no Centro Histórico. Pelas redes sociais, Patrícia Rocha Barbosa, esposa de Dércio, irmã de Antônio e filha de Maria Aparecida desabafou. “Enquanto estes malditos ficam brincando com a vida das pessoas, nós continuaremos perdendo quem amamos. E eles vacinados, suas famílias vacinadas. Os que realmente nunca fizeram mal a ninguém morrem. Políticos malditos, vocês vão pagar no inferno”, escreveu. Pastor da Assembleia de Deus Ministério Aos Pés da Cruz, Saulo José de Carvalho, 55 anos, vinha construindo a sede da igreja, na Avenida Expedicionário Osvaldo de Almeida Ramos, há 3. Internado desde o dia 14, foi entubado e não resistiu à doença. Deixou três filhos e a mulher, Deise Lúcia, também internada com Covid em estado grave na UTI do Hospital Universitário. Um dos filhos do casal, o arquiteto falou emocionado à TRIBUNA DO INTERIOR. “Meu pai me educou e me fez o homem que sou. Ele estava muito feliz por eu ter sido um dos arquitetos envolvidos na construção do Centro de Convenções General Sombra”. Outro drama que comoveu os vassourenses foi o caso de Tawane Almeida. Grávida de seis meses, 23 anos, ela foi atendida em 14 de março com febre e tosse, quadro que teria se iniciado sete dias antes. O diagnóstico foi de de covid, com acometimento de aproximadamente 80/90 % do pulmão. Foi internada na UTI Covid ainda no dia 14. No dia seguinte, com insuficiência respiratória, foi entubada. No dia 18, com o risco de morte iminente, os médicos decidiram por uma cesárea de urgência. A bebezinha foi encaminhada à UTI neonatal. Tawane lutou pela vida até o dia 23, quando morreu com embolia pulmonar. Antiga escola de Tawane, a Escola Municipal Prefeito Severino Dias postou a dor com a morte da jovem em suas redes sociais. “Nos utilizamos desse espaço para lamentar profundamente a perda de Tawane Almeida, ex-aluna e mãe de nossa escola. Nosso coração se solidariza com os familiares, amigos e comunidade escolar. É profundamente dolorosa a perda de vidas, mas é especialmente difícil quando uma mãe, jovem e cheia de sonhos, tem sua vida interrompida por causa de tão terrível doença. A nós, resta a tristeza da perda e o dever de mantermos vivos aquilo que ela deixou de melhor no mundo”. Motorista, Nourival Ferreira de Castilho foi outra vítima fatal da Covid na semana passada. Internado desde 6 de março, ele não resistiu e faleceu em virtude de complicações causadas pela doença. Foi enterrado na sexta-feira, dia 26, no Cemitério Municipal de Andrade Pinto. Motorista da Helver Eletromóveis, Nourival deixa três filhos (Alex, Daiane e Beatriz) e a viúva Jussara Castilho. A loja fechou as portas na sexta-feira, em sinal de luto. Os dois caminhões que Nourival tantas vezes dirigiu trabalhando pela empresa foram levados a Andrade Pinto pela família Almeida Pinto em uma última homenagem ao trabalhador. Prefeitura — Nos números oficiais, Vassouras chegou, segundo o boletim divulgado nas redes sociais pela Prefeitura na sexta-feira, dia 26, a 2199 casos confirmados e 66 óbitos desde o início da pandemia. No momento, entre casos investigados e confirmados, são 44 internações e 237 em isolamento domiciliar. O prefeito Severino Dias decidiu não aderir ao feriado decretado pelo governador Cláudio Castro (PSC) entre a sexta, 26, e o domingo de Páscoa, 4 de abril, como vários outros prefeitos do estado. Na sexta, o prefeito baixou um novo decreto. Durante a semana não haverá atendimento ao público na sede da Prefeitura, mas os servidores trabalharão normalmente no serviço interno. Não será permitida a entrada de ônibus e vans de turismo em Vassouras, mas hotéis e pousadas podem funcionar com até 50 % da capacidade. Igrejas ficam abertas, desde que respeitem 30 % de lotação e cultos de no máximo duas horas. Bares funcionam até 18 horas. Lanchonetes e restaurantes até às 22h, com 50 % da capacidade. Bebidas alcoólicas só podem ser servidas até 20 horas. As aulas das escolas municipais voltam dia 5 de abril, em sistema remoto. As escolas estaduais respeitam o decreto estadual e também não funcionam. As escolas particulares estão autorizadas a funcionar, de maneira remota. Festas e aglomerações seguem proibidas. Entre meia noite e 4 horas da manhã só trabalhadores de serviços essenciais podem circular pelas ruas.

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimas notícias

WhatsApp Image 2024-05-21 at 15.54.35 (1)

Edição Digital

Veja também