19:01 - 23 de maio de 2024.

Vassouras descentraliza vacinação e amplia testage...

Vassouras descentraliza vacinação e amplia testagem para enfrentar novo avanço da pandemia

 em Ciência

• Município já tem fluxo para vacinação de crianças e só aguarda chegada dos imunizantes

A Secretaria de Saúde de Vassouras anunciou esta semana que, a partir da segunda-feira, dia 17, vai descentralizar a vacinação contra a Covid-19. Assim, todas as unidades de Saúde do município estarão aptas a aplicar a vacina. O Patio Casario, no Centro Histórico, não será desativado como ponto de vacinação e seguirá como ponto central de vacinação. A descentralização da vacinação é uma das estratégias do município para enfrentar o recrudescimento da pandemia a partir da variante Ômicron, já registrada na cidade. “Todo aumento exponencial é preocupante, mas a Secretaria de Saúde está atenta aos números, nossas equipes estão trabalhando dia e noite. Serão realizadas as intervenções necessárias. Tomaremos decisões para o bem-estar da população e principalmente salvar vidas. As orientações continuam a mesma: evitar aglomerações, já que a nova variante tem capacidade de transmissão muito alta, distanciamento social, lavagem das mãos e uso de máscaras. Importante lembrar que só vamos vencer tudo isso em parceria, gestão e com todos os segmentos da sociedade”, afirma a enfermeira Larissa Vieira Ramos, secretária Municipal de Saúde. Para minimizar os riscos com a chegada da nova variante, a Secretaria de Saúde ampliou a testagem, que agora conta com dois pontos exclusivos: a Igreja de Santa Rita, no Madruga, e a Igreja de Santana, na Residência. “A testagem é uma ferramenta muito importante, pois permite saber o número real de novos casos e sua distribuição, além da antecipação de medidas contra a doença”, comenta Larissa Ramos. Além da testagem, três unidades de saúde foram designadas unidades sentinelas para pacientes com sintomas respiratórios. Essas unidades contam com equipes exclusivas para estes atendimentos: Centro, Mello Afonso e Madruga. Larissa Ramos destaca a importância da vacinação nas crianças de 5 a 11 anos. “A imunização dessa faixa etária vai colaborar com a mitigação de formas graves e óbitos por Covid-19 neste grupo, reduzirá a transmissão do vírus e será importante no controle da pandemia. É importante considerar o impacto da Covid-19 na letalidade também na faixa etária pediátrica. A sociedade tem que temer a doença e não o controle e a cura dela. A vacina é a melhor forma de evitar mortes e sequelas graves decorrentes das doenças imunopreviníveis. A vacinação de crianças e adolescentes é uma ferramenta fundamental para o controle da pandemia”. Vassouras aguarda a chegada das vacinas para iniciar a vacinação das crianças. A prioridade serão as crianças com comorbidades e deficiência permanente. Na sexta-feira, 14, a imprensa noticiava a chegada das primeiras doses para as crianças fluminenses na Secretaria Estadual de Saúde, responsável pela distribuição aos municípios. “A vacinação das crianças terá início tão logo as vacinas cheguem. A equipe técnica já se reuniu e já temos o fluxo de vacinação, que será anunciado assim que recebermos os imunizantes. Já adianto que primeiro serão vacinadas as crianças com comorbidade e deficiência permanente”. Internações – Depois de várias semanas de tranquilidade, o boletim epidemiológico da Prefeitura vem mostrando um aumento exponencial nos novos casos de Covid-19. Graças ao avanço da vacinação – 97,9 % dos vassourenses já receberam a primeira dose e 97,4 % a segunda – o aumento de caso não tem resultado em novos óbitos ou casos graves. Mesmo assim, durante a semana Vassouras chegou a registrar doze internações por Covid. A pandemia não acabou. Mais do que nunca está evidente a importância da vacinação e de se adotar as medidas sanitárias adequadas. Por conta da nova realidade, a Prefeitura resolveu cancelar o Carnaval. “Devido ao crescimento dos casos da gripe influenza e o avanço da nova variante da Covid-19 – Ômicron – a Prefeitura de Vassouras, em uma reunião técnica com as Secretaria de Saúde e de Cultura, decidiu cancelar as festividades do carnaval 2022. A decisão foi baseada considerando a situação epidemiológica, e tem como objetivo preservar a saúde da população vassourense em um momento delicado, com o aumento substancial de atendimentos de síndrome gripal no município. Continue se cuidando, fique atento ao calendário de vacinação e respeite as regras sanitárias”, dizia a nota oficial publicada nas redes sociais da Prefeitura.

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também