18:09 - 23 de maio de 2024.

População adere ao apitaço contra abuso e exploraç...

População adere ao apitaço contra abuso e exploração sexual infantil em Barra do Piraí

 em Região

Evento tomou ruas do Centro da cidade e teve apoio de várias escolas

A Prefeitura de Barra do Piraí promoveu a caminhada “Faça Bonito”, com apitaço de diferentes escolas pelo Centro da cidade, na manhã do dia 18 de maio. O evento foi realizado em alusão ao dia de combate ao abuso e exploração sexual de crianças e adolescentes, dentro do chamado “Maio Laranja”, que visa chamar a atenção, sensibilizar e buscar o enfrentamento para casos relacionados a este tema.
A passeata, que contou com o apoio da secretária de Comunicação Social da Prefeitura de Barra do Piraí, América Tereza, foi promovida pela secretaria de Educação, em articulação com as secretarias de Assistência Social, de Saúde, de Comunicação, Conselho Tutelar, Núcleo de Atenção à Mulher (Niam), Câmara Municipal, Guarda Municipal e Patrulha Escolar.
A Campanha Faça Bonito chega ao 23º ano de mobilização pelo Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes, instituído pela Lei Federal 9.970/00, uma conquista que demarca a luta pelos direitos humanos de meninos e meninas, no território brasileiro. Esse ano é o marco pelos 50 anos do assassinato da menina Araceli Crespo, em Vitória, no Espírito Santo. A menina foi violentada e assassinada. A autoria do crime, após cinco décadas, ainda é um enigma a ser desvendado pela polícia.
Para o secretário interino de Educação, Wanderson Barbosa, a caminhada tem como objetivo destacar a data para mobilizar, sensibilizar, informar e convocar toda a sociedade a participar da defesa dos direitos de crianças e adolescentes. Em seu discurso, o chefe da pasta disse que “é preciso garantir a toda menina ou menino o direito ao seu desenvolvimento de forma segura e protegida, livre do abuso e da exploração sexual”. “Esta caminhada nos mobiliza a seguir construindo estratégias para que nenhuma criança ou adolescente tenha que vivenciar as marcas da violência sexual. São indefesos, que se tornam presas fáceis para abusadores e pedófilos, verdadeiros criminosos. O que faz a diferença é a nossa vontade de denunciar. Não podemos nos calar e devemos procurar pelos órgãos competentes para tentar erradicar casos que podem levar à morte desses meninos e meninas”, aponta Wanderson.
Ao longo da caminhada, populares se juntaram aos alunos das escolas Arlindo Rodrigues, Manoel Fonseca, Jeovah Santos e Maria de Nazaré. A campanha tem como símbolo uma flor, como uma lembrança dos desenhos da primeira infância e como uma associação a necessidade de cuidado e proteção para um desenvolvimento saudável.
A chamada “Faça Bonito – Proteja nossas crianças e adolescentes” quer chamar a sociedade para assumir a responsabilidade na proteção de crianças e adolescentes das diversas violências sexuais.

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também